Ex Ministro de Dilma joga dinheiro pela janela pra se livrar do Flagrante da Policia Federal

Nesta quarta, 9, durante buscas da Operação Pulso, a Polícia Federal fez chover dinheiro vivo do alto de um prédio em Pernambuco. Os maços de notas ficaram espalhados pela calçada e ruas no entorno do prédio.
Foram mobilizados 170 policiais federais para cumprir as medidas previstas nesta fase, que recai sobre ilícitos em diversos contratos e licitações de logística de plasma e hemoderivados, bem como na própria obra de construção da fábrica em Goiana, Pernambuco.
mozartsalesdiv
Mozart Sales. Foto: Divulgação
Durante buscas realizadas na Operação Pulso em um prédio em Pernambuco nesta quarta-feira, 9, alvo da Polícia Federal arremessou dinheiro vivo pela janela de um prédio. Os maços de notas caíram na rua e na calçada do prédio. A situação inusitada foi filmada por agentes da PF que estão cumprindo ordens judiciais em Pernambuco, Piauí, Paraíba, Minas e São Paulo – ao todo, 59 mandados, inclusive dois de prisão temporária.
Um dos alvos da PF é Mozart Sales, ex-secretário de Gestão do Trabalho e da Educação no Ministério da  Saúde (2012/2014) e ex-diretor da Hemobrás (Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia. A Pasta, na ocasição, era comandada por Alexandre Padilha, hoje secretário do governo Fernando Haddad em São Paulo. Durante a gestão de Mozart Sales, foi criado o programa Mais Médicos, principal aposta do governo Dilma Rousseff na área de Saúde.

VEJA O DINHEIRO SENDO ARREMESSADO DO ALTO DO EDIFÍCIO


A Operação Pulso busca reprimir a atuação de uma organização criminosa especializada em direcionar licitações e desviar recursos públicos da Hemobrás.
(Com o conteúdo do Estadão)
0